Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo

-
Tinha viajado ao menos 3 horas daquela noite e finalmente chegou a sua antiga cidade, logo que saiu do carro a brisa da madrugada fez lembranças antigas reviverem em sua mente.
Mais o que lhe trouxe novamente ali era outro propósito era sua eterna amada que seria sua parceira por todo o sempre, os 3 anos que haviam se passado de nada adiantou, pois a cidade continuava a mesma. Deixando pensamentos do passado de lado ele seguiu para sua missão principal.
Tinha certeza que a aula da faculdade terminaria logo então ficou olhando encostado na porta do carro, conseguiu ver que ela estava saindo e sempre alegre sorrindo com suas colegas. Ele não iria se aproximar dela ali naquele momento para não assustá-la. Ficou de longe acompanhando cada gesto cada olhar, ela o viu de relance e quando fixou novamente o olhar ele já não estava mais ali.
Seguia o ônibus a mais de quinze minutos quando ela finalmente desceu, o ser sobrenatural estacionou o carro e passou a segui-la a pé, quando finalmente a alcançou.

-

- Boa noite moça.

Ela parou repentinamente levando a mão na altura do coração como sinal de susto mais nem tinha olhado para quem estava ao seu lado.

- Que susto… vo… você?
- Sim sentiu minha falta?
- O que aconteceu contigo, por 3 anos todos procuramos por você, como teve coragem de desaparecer assim sem dizer nada? Eu quase enlouqueci de preocupação.
- Calma lhe contarei tudo que houve, mais precisamos ir para outro lugar, venha!

Voltaram para o carro e seguiram para um antigo hotel que eles bem conheciam. O vampiro entrou pela recepção e logo deu entrada o recepcionista lhe olhava sobre os óculos como quem estivesse vendo um fantasma. O casal subiu para o apto. Entraram e a moça acendeu a luz e olhou para o vampiro e perguntou:

- O que aconteceu com você? Sua cor, sua aspecto me conte logo!!!
- Tudo ao seu tempo querida, preciso primeiro dizer que vim lhe buscar. Pra sempre!
- Buscar? Sempre? Estou enlouquecendo aqui!!!!!
- Você bem sabe que sou uma pessoa solitária, não tenho família, amigos nem ninguém, nunca tive certeza que você me amaria da mesma forma que eu te amei. Então não queria deixar esse mundo por fim fiz um pacto com o diabo.
- Ela balançando a cabeça com sinal de negação e desaprovação acabou rindo dele.
- Você não está acreditando ou esta nervosa demais pra compreender?
- Os dois, tudo isso é loucura sua. Sempre obcecado por esse lado sobrenatural.
- Sou um vampiro e hoje vim fazer de você minha eterna noiva…
- Ela chegou bem perto e tocou a face do vampiro.

Ficou petrificada por alguns instantes como se a vida tivesse lhe abandonado, o vampiro recuou e foi andou até a janela olhando a madrugada chegando. Os instantes que ela ficou estagnada no mesmo lugar pereceu horas.

- Você esta gelado, como se estivesse morto.
- Sim querida, pra ser um vampiro é preciso morrer pra sua vida e despertar na minha.

Ela agora via o rosto pálido e as artérias e veias subindo pelo pescoço do ser em sua frente, ainda não acreditava no que estava ouvindo e vendo. Só podia ser um sonho.

- Não tenha medo, não lhe farei mal algum só quero você pra toda eternidade ao meu lado.
- Isso é um sonho, só pode ser… Procuramos por anos e nada, colocamos seu nome sua foto no cadastro de desaparecidos e nunca tivemos nenhuma noticia e agora você me aparece dizendo que é um vampiro como nada tivesse acontecido. Até achamos que havia algo ligado com a morte repentina de algumas amigas nossas…

- O vampiro como que tomado pelas lembranças olhou para moça e riu ironicamente mostrando seus dentes. E disse sem pensar “Eu tomei o sangue delas”.
- O que? Quer dizer que você matou nossa amigas sem motivo?
- Sem motivo?!? Ha ha ha ha ha ha uma gargalhada sinistra ecoou pelo apto todo. Duas “amigas” malditas eu não pude conter minha sede por sugar o sangue delas cheio de pecados.
- O que você se tornou? Indagou-a.
- Não tenha tanto ódio de mim e pena delas. Uma era uma tão impura por diversas vezes destruiu a vida de seus próprios filhos dentro do seu ventre. A outra traiu tudo que sempre cativou uma amizade de anos e anos de convivência eu não ouso contar o que li nos pensamentos de cada uma, ambas tão devassas que o inferno deve estar me agradecendo, então minha querida elas tiveram o final que mereceram.

A moça com os olhos cheios de lágrimas foi ao encontro ao vampiro e o abraçou apertado e chorou copiosamente por alguns instantes, o vampiro podia ler a mente dela para saber o que pensava mais achou melhor não. Por fim ela afirmou com tom de raiva.

- Não consigo te odiar por tudo isso, não tenho raiva de você. Naquela semana que você desapareceu eu estava tomando coragem para te procurar e dizer que eu também o amava mais que tudo que amei e o que acontece… Você desaparece e me deixa aqui por 3 anos sem nenhuma noticia telefonema e eu quase morri por você. Tive pesadelos que você talvez estivesse morto de verdade.

- É irônico minha amada, pois quando tomei minha decisão de ser o que sou agora eu tinha perdido as esperança de que talvez você me desse uma chance, mais podemos reparar tudo isso agora, por isso vim até aqui…tudo por você. Vou lhe mostrar toda a maravilha de ser um ser na noite, de poder ter tudo que nunca tivemos e não nos preocuparmos com o amanhã com o tempo com a morte.
- E minha família, amigos tudo que tenho aqui?
- Por isso lhe trouxe aqui hoje meu amor, você será eternamente minha e se você tiver os mesmos poderes que eu tenho podemos ter tudo e todos que quisermos. Mais o preço será deixar tudo que tem aqui e agora no passado esquecer de uma vez por todas o que foi e se preparar para uma não vida.
- Eu te amo tanto e agora você me coloca nesta situação de escolhas.
- Tenho que lhe lembrar que escolha você não tem, pois vim decidido te levar comigo.

Ela sentada na beirada da cama com a cabeça baixa em sinal de derrota, o vampiro sentou-se ao lado dela e tocou seus cabelos e sussurrou ao ouvido:

- Fique aqui minha, amada preciso me alimentar.
- O que vai fazer? Onde?
- Acalme-se sei onde procurar pessoas que mereçam todo meu ódio, e com um olhar sombrio e dentes pontiagudo o vampiro abriu a janela e saltou do 16º andar do hotel e sumiu na escuridão da madrugada.

O vampiro em sua velocidade sobrenatural percorria ruas da cidade escura, tinha acabado de contar tudo que se tornou a pessoa que amou em sua vida. Estava com duvida se a amada realmente iria pro lado obscuro como ele, mais ela não teria escolha como ele teve.

Dj
-
Linha
-
Uma boa semana pra ti…Abraço!!!!
  • Confira ainda:

3 Respostas to “Reencontro”

  1. Bill Says:

    Uia… Pega rex…

    Essa historia de “eterna noiva” é papo de malandro, se ela bobear vai ser eternamente noiva mesmo hahhaha

    Bacana mano, muito bom (=

    [s]s

    Toca o barco…

  2. Marie Says:

    Boa noite meu doce vampiro…
    hummmm….esse texto….affe!!! rs
    meu lindo…ontem lembrei de vc…fui ao shopping …sentei na mesma mesa em que tomamos um capuccino…tomei outro…rs
    adoro vc…beijinhos

  3. India Says:

    Ufa história longa mas muito boa!!!Beijos no coração!

Deixe sua resposta!!