30 de março de 2010

Este blog foi movido


Este blog agora está no URL http://indiaborboleta.blogspot.com/.
Você será redirecionado automaticamente em 30 segundos ou pode clicar aqui.

Os assinantes de feed devem atualizar as suas assinaturas de feed para
http://indiaborboleta.blogspot.com/feeds/posts/default.

Decretado pela India às 12:02

forever.

E hoje o dia está uma saudade só.
Lembranças de um tempo que certamente não volta mais, momentos únicos, que cada vez mais me convencem do quão puras são as coisas simples da vida, que a gente não dá o menor valor.

Dia desses, assisti: “Em seu lugar” ( In her shoes ). Não vou saber explicar como o filme mexeu comigo, quem já assistiu talvez entenda, ou não. O fato é que, me identifiquei muito, não só com alguns pontos do filme, mas como alguns outros pontos da história.

Em especial, chorei em duas partes do filme, ambas em que uma das personagens recita dois poemas. O primeiro poema é “Uma Arte” de Elizabeth Bishop, e o segundo poema, no fim do filme é ” Eu levo o seu coração comigo” de E. E. Cummings.

Recomendo o filme. Recomendo os poemas e os autores. Recomendo ainda mais, que tirem lições de todo filme, poema ou música que de alguma forma toque você.
Bom, vou colocar aqui por poemas:
-
Uma Arte – Elizabeth Bishop
A arte de perder não tarda aprender; tantas coisas parecem feitas com o molde da perda que o perdê-las não traz desastre.
Perca algo a cada dia. Aceita o susto de perder chaves, e a hora passada embalde.
A arte de perder não tarda aprender. Pratica perder mais rápido mil coisas mais: lugares, nomes, onde pensaste de férias ir. Nenhuma perda trará desastre. Perdi o relógio de minha mãe. A última,ou a penúltima, de minhas casas queridas foi-se. Não tarda aprender, a arte de perder.
Perdi duas cidades, eram deliciosas. E, pior, alguns reinos que tive, dois rios, um continente. Sinto sua falta, nenhum desastre.
- Mesmo perder-te a ti (a voz que ria, um ente amado), mentir não posso. É evidente: a arte de perder muito não tarda aprender, embora a perda – escreva tudo! – lembre desastre.

Eu Levo o Seu Coração Comigo - E. E. Cummings

Eu levo o seu coração comigo (eu o levo no meu coração) eu nunca estou sem ele (a qualquer lugar que eu vá, meu bem, e o que que quer que seja feitopor mim somente é o que você faria, minha querida)

tenho medo

que a minha minha sina (pois você é a minha sina) eu não quero nenhum outro mundo (pois bonito você é meu mundo, minha verdade) e é você que é o que quer que seja o que a lua signifique e você é qualquer coisa que um sol vai sempre cantar.

aqui está o mais profundo segredo que ninguém sabe (aqui é a raiz da raiz e o botão do botão e o céu do céu de uma árvore chamada vida, que cresce mais alto do que a alma possa esperar ou a mente possa esconder)e isso é a maravilha que está mantendo as estrelas distantes.

eu levo o seu coração (eu o levo no meu coração) forever.

Decretado pela India às 11:44

14 de janeiro de 2010

Minha verdade nua e crua

Eu queria ter percebido antes muita coisa que vejo com clareza agora. Muitas vezes você precisou mais de mim do que eu de você. Minha grosseria nunca foi mais que uma defesa, mas eu não percebia que em muitas situações não precisava estar armada. Eu tive medo de tentar compreender alguma tristeza sua e minha, tive medo de ser um apoio e na verdade estar tapando o sol com a peneira, não enxergando o real motivo da [nossa] insatisfação, que supostamente seria o nosso namoro. Isso me fazia reagir da pior maneira, grosserias, reclamações. E na verdade muitas vezes só o que você precisava era de um porto seguro, um lugar para estar, quando todos os outros estivessem ruins, e eu não percebi que também estava assim e reagia te expulsando. Não consegui decifrar os pedidos de ajuda e você não foi claro o bastante. A duvida sobre seus sentimentos em relação a mim, me cegava, eu poderia ter abdicado de muita coisa, muita briga boba, poderia abrir mão de muita bobagem em razão de um bem maior que seria nosso bem estar, mas não consegui perceber isso a tempo. Gostaria de ter sido esse porto seguro, ter te dado toda estabilidade e tranqüilidade necessárias. Como no dia 29, acho que dia 29 foi assim. Eu sempre quis fazer bem a você, independente de qualquer coisa, eu fiz bem a mim mesma, só não soube ser generosa o bastante para perceber quando ceder, quando ignorar minhas duvidas e confiar cegamente. Eu não digo que poderia ser 24h generosa, mas poderia ter sido bem mais do que eu fui. E por ultimo poderia ter sido 24h gentil, por que eu reconheço que ninguém merece grosserias, Tenho que aprender com você a ser "gentil" mesmo quando estiver falando coisas duras. Acho que você sabe como me sinto agora e espero que não me veja como empecilho para um objetivo maior. Se por algum momento você achar que vale a pena tentar recomeçar de uma maneira nova, com mais clareza, eu estou disposta a ser o que eu não fui, um lugar bom, para repousar o seu, o nosso amor.

Decretado pela India às 14:47

2 de dezembro de 2009

De volta.

Dentre tantas coisas um pouco do que eu quero...
Eu quero piadas internas, acordar de madrugada com uma mensagem da pessoa que eu amo, eu quero uma florzinha roubada de um jardim qualquer. Quero um amor aventureiro, quero um beijo no meio da briga, quero surpresas, quero uma coletânea com músicas ruins ou não, que descrevam o MEU amor. Quero ter vontade de gritar com alguém, quero jogar coisas em alguém e dizer "sai da minha vida", mesmo sabendo que se sair, eu morreria cada dia por dentro. Não que fale que meu olhos são lindos, mais que por algum motivo, que goste de olhar para eles.
Oi, pessoal! Estou aqui tentando voltar à escrita...beijos.

Decretado pela India às 10:46

6 de agosto de 2009

Entrego tudo a Deus

Se Deus é por nós?
Quem será contra nós?
.
Agindo Deus quem impedirá?

Decretado pela India às 09:40

15 de julho de 2009

Sobre o meu aniversário, fazer 30 e afins...

Meu tempo está curto, mas cá estou para algumas palavras. Dia 29 passado, eu fiz os meus famosos e tão esperados 30 anos. E foi preciso a chegada desse dia para que eu descobrisse e entendesse que realmente não importa a idade se a gente tem espírito.
O que eu quero dizer com isso? Que pouco importa que você tenha 20, 30, 40 ou mais anos. O que vale mesmo é aquilo que você é e aquilo que você tem todos os dias. Porque todos os dias são importantes e especiais porque somos nós que damos a medida exata daquilo que queremos ser, estar, ter, viver.
E antes que você me pergunte se valeu a pena porque também me perguntaram isso nesse dia...passados alguns dias e com nova idade eu digo que SIM. Valeu a pena cada dia vivido antes dos famosos 30 e o próprio dia 29. Valeu o brinde comemorativo com a Sissi na noite anterior ainda que com coca e guaraná com direito a foto e printscrean, valeu cada gesto, cada mensagem que recebi, cada presentinho e presentão que ganhei e ainda hoje ganho, valeu cada abraço que senti, cada pensamento que a brisa do vento trouxe ao meu rosto, cada email e scrap, valeu o almoço com duas amigonas Aluska e Claudinha, valeu cada lágrima de alegria e de tristeza que senti, valeu as ligações da família, do papis, dos meus manos, cunhada, da minha mãe que estava viajando e de tantos queridos e queridas que lembraram de mim. Valeu a mensagem de Deus para minha vida, valeu a mensagem de um certo alguém acolá, coisa de anjo,rsrs. Valeu meu pequeno João Davi e sua mamãe irem me raptar da minhacasa para encontrar pessoas queridas.
Tudo valeu a pena de verdade ainda mais por eu descobrir que Amar é entender as diferenças. E amá-las mesmo assim. E assim é com as pessoas. É comigo, é com você. Agradeço a todos por tudo.
Esse 29 de junho de 2009 me ensinou mais ainda que o que vale não é o que temos, mas sim quem temos, quem somos...o meu maior presente sem dúvida alguma foram todos os que se lembraram de mim e se fizeram presentes na minha vida de alguma forma num dia em que eu estava chata ao quadrado e ainda sim, ver, enxergar que todos vocês são um tesouro pra mim.

Decretado pela India às 13:45

28 de junho de 2009

Amanhã, mulher de 30!

Dia 29 é dia de reverenciar o tempo.
É dia de comemorar o meu ano novo particular.

“És um senhor tão bonito quanto a cara do meu filho
Tempo Tempo Tempo Tempo, vou te fazer um pedido
Tempo Tempo Tempo Tempo
Compositor de destinos, tambor de todos os ritmos
Tempo Tempo Tempo Tempo entro num acordo contigo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Por seres tão inventivo e pareceres contínuo
Tempo Tempo Tempo Tempo és um dos deuses mais lindos
Tempo Tempo Tempo Tempo
Que sejas ainda mais vivo no som do meu estribilho
Tempo Tempo Tempo Tempo ouve bem o que te digo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Peço-te o prazer legítimo e o movimento preciso
Tempo Tempo Tempo Tempo quando o tempo for propício
Tempo Tempo Tempo Tempo
De modo que o meu espírito ganhe um brilho definido
Tempo Tempo Tempo Tempo e eu espalhe benefícios
Tempo Tempo Tempo Tempo
O que usaremos pra isso fica guardado em sigilo
Tempo Tempo Tempo Tempo apenas contigo e migo
Tempo Tempo Tempo Tempo
E quando eu tiver saído para fora do círculo
Tempo Tempo Tempo Tempo não serei nem terás sido
Tempo Tempo Tempo Tempo
Ainda assim acredito ser possível reunirmo-nos
Tempo Tempo Tempo Tempo num outro nível de vínculo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Portanto peço-te aquilo e te ofereço elogios
Tempo Tempo Tempo Tempo nas rimas do meu estilo
Tempo Tempo Tempo Tempo” Caetano Veloso

Decretado pela India às 22:44

A Borboleta


Ela é menina-criança
Ela é mulher-menina
Ela é criança-mulher
Assim meio criança madura
Assim meio mulher infantil
Como borboletas a voar
Batendo as asas e no tilintar
Uma canção e um violão
Enfeitando histórias rabiscadas com giz
Se perde entre conceitos e crenças
E coleciona traços em pensamentos
Ela é pedra e rocha
Nome e Sobrenome
Criança madura que lapida
Todos os dias seu mundo
Com o que há de bom e de ruim
Pois mesmo no que há de ruim
FORÇA, LUZ e ENERGIA
Sendo sempre imagem resiliente e redundante
Refletida no espelho de si por dentro e por fora
É IndianirA[legria]
É sorrir, viver, colorir
Dias e vidas porque não é tão difícil
Quando se tem asas e sonhos pra dar.

Casulos Amigos:

.Rainha de Copas
.Bill
.Djalma
.Zeca
.Lusinha
.Ju
.Anucha
.Márcia
.Paula
.Polly
.Lu
.Márcia Clarinha
.Zequinha
.Ana
.Lissa
.Menina Lunar
.Sammyra
.Garota Enxaqueca
.Carla
.DO


Casulos Passados

.Fevereiro 2008 .Março 2008 .Abril 2008 .Maio 2008 .Junho 2008 .Julho 2008 .Agosto 2008 .Setembro 2008 .Outubro 2008 .Novembro 2008 .Dezembro 2008 .Janeiro 2009 .Fevereiro 2009 .Março 2009 .Abril 2009 .Maio 2009 .Junho 2009 .Julho 2009 .Agosto 2009 .Dezembro 2009 .Janeiro 2010 .Março 2010


A Borboleta Agradece:

. Layout: Liannara
.Hospedagem:Blogger
.Comentários: Haloscan
.Imagem: Gettyimages