Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo
LÁ
-
Abriu os olhos e sentiu a luz forte perfurar sua retina, os fechou denovo e a escuridão voltou a conforta-lo.
Quando abriu os olhos novamente a penumbra tomava conta do lugar, ele deixou seus olhos acostumar com o ambiente.
Virou-se em todas as direções para saber onde estava, em vão… Pois aquele lugar era novo, será que havia morrido? será que era um sonho?
Mil perguntas vieram, um tubirlhão de indagações. Sentou e tentou relembrar o que houve e como foi parar ali, porém nada veio a mente.
Novamente olhou ao seu redor e finalmente contemplou que estava num lugar muito belo e cheio de vida. Andou até se sentir cansando.
Não viu ninguém, sentiu que estava sozinho num lugar desconhecido, mais sentia a presença de mais alguém ali…
-
Linha
-

Olá Amigos, toda quinta vou colocar textos meus aqui no Blogger.

Até o próximo.
  • Leiam:

6 Respostas to “Aquele Lugar…”

  1. Bill Says:

    Nussa quanta cor…

    Uia bela escrita mano =]
    Ja estava na hora de começara escrever mesmo né :P
    Fico 100% adorei.

    Toca o barco…

    [s]s

  2. Die Corrêa Says:

    oi
    como sempre perfeitos seus posts;
    é sempre uma honra entrar aqui.
    eu tava aqui pensando…
    você seria um bom jornalista; tem o perfil de um.
    bjú
    saudades

  3. Luma Says:

    Não vamos lastimar a vida depois de perdê-la!
    Bom fim de semana! Beijus

  4. Indianira Says:

    Aê estou adorando tudo aqui.Imagens lindas e textos seus.Parabéns!!!Beijos.

  5. Lindinha Says:

    Lindo!!!
    Depois da festa, casa em ordem novamente. Só uma ressaca básica me acompanha. Mas faz parte!! Muita champagne…
    Bem, vim aqui te avisar que já tem post novo no Decifra-me, baseado em alguns homens que passaram por lá. Conto com a tua opinião sobre o assunto, tá?
    Lindo findi procê!!
    Beijo no coração…

    “Decifra-me… ou devoro-te… Arrisque-se se for capaz.”

  6. Claudinha Says:

    Oi vizinho sumido…
    Que bom receber sua visita novamente, que bom ler suas letras…
    Ah, a vida… Não se tem medo dela quando se é inocente, depois que se perde a inocência, tudo pode mudar… Mas há que se saber administrar e viver magnificamente bem, com o que se tem… Um beijo!

Deixe sua resposta!!