Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo
Ele
-
As tuas mágoas de amor, teus sentimentos
Diante das leis que regem nossas vidas,
Desses fados que dão e logo tiram,
E a que estamos escravos e sujeitos.

-

As tuas dores de amar sem ser amado,
De procurar um bem que não se alcança,
E no canto clamar desesperado
Pelo que nunca vem quando se busca.

Poeta de enamoradas impossíveis
E que num negro amor desalteraste
Essa sede de amar dura e terrível,

As tuas mágoas de amor, tuas fundas queixas,
Como uma fonte ficarão chorando
Dentro da língua que tornaste eterna

Augusto Frederico Schmidt
-
Linha
-

Ótima semana amigos

  • Leia Também…

“Se você não encontra o sentido das coisas é porque este não se encontra, se cria.”

{“Antonie de Saint-Exupéry”}

5 Respostas to “Soneto a Camões”

  1. Lindinha Says:

    Lindo como você!!
    Passando pra desejar uma semana linda, cheia de energias positivas.
    Aproveito também pra avisar que tem post novo no Decifra-me. Te espero lá, ok?
    Beijo no coração…

    “Decifra-me… ou devoro-te… Arrisque-se se for capaz.”

  2. Chris Says:

    Que lindo! Adorei esse poema, não conhecia ou não me lembrava….

    ótimo post!

    Lindos dias pra ti!

  3. Butterfly Says:

    Olá,

    Vim retribuir sua visita em meu blog e dizer que está convidada a voltar quantas vezes quiser…seu site é lindo…e a poesia de hoje um encanto! Ainda não tive tempo pra visitar todo o site, mas o farei!
    Um beijo

  4. Indianira Says:

    Ah não Djalma. Achei o post triste hoje.Tá tudo bem?

  5. Lindinha Says:

    Vim te desejar um final de semana repleto de coisas boas, energias positivas e desejos realizados.
    E que tal um strip-tease? Passa lá em casa… Tô te esperando!
    Beijo no coração…

    “Decifra-me… ou devoro-te… Arrisque-se se for capaz.”

Deixe sua resposta!!