Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo
As vezes só me resta escrever, um desabafo, uma tentativa de ser o que sou:
.
Nada
.
Não sinto, não choro, não me arrependo.
Nada parece me mover de onde estou.
Nada me anima nada me detona;
Nada me eleva, nada me inclina;
Nada me engrandece, Nada me eburrece.
Ninguém tem razão, ninguém esta errado…
Pontos de vista. Tudo é relativo,
Menos eu… Ou até eu.
Nada enrijece em minha opinião, Nada faz com que ela mude.
Nada faz de mim uma pessoa melhor,
Nada me faz a pior das pessoas.
Nada mais quero, Nada deixei de querer.
Nada me escandaliza, Nada me parece normal.
Nada me apavora, Nada me faz deixar de temer.
Em nada acredito, de nada duvido.
Nada parece absolutamente impossível,
Mas nada completamente possível
Nada é bom o suficiente, Nada é insuportavelmente ruim.
Nada me solta, Nada me segura.
Nada me muda, Nada me faz o mesmo.
Nada confundo e nada entendo.
Nada me impede, mas nada posso.
Nada me emudece, mas minha voz não sai.
.
Onde Pisas???

3 Respostas to “Apenas Versos!”

  1. Bill Says:

    Viu… quando tu usa suas palavras fica bem melhor…
    Espero que esses nadas se tornem tudo =]
    Muito bom mano, muito bom =]

    E está m…

    hahhahahha

    Toca o barco ou quebra o remo =]

    [s]s

  2. freu Says:

    Nada melhor que escrever para colocar tudo pra fora!!!

    Você tem TUDO à seu favor…

    Glub.

  3. Nina Says:

    Dessa vez me surpreeendi, belíssimos versos, Dj, um pouco derrotistas eu diria, mas tudo que é feito de coração tem uma beleza sem tamanho!!
    Beijinhos, te adoro!!

Deixe sua resposta!!