Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo

-

“Uma flor para mim, bela e fecunda…”
Escolho uma jarra transparente, funda
e coloco-a no alto da minha memória,
para que nunca murche aos meus olhos
nem me permita esquecer minha história..
Agora, meus próximos dias serão de flores.
E as horas destes dias, pétalas de rosas,
receios e prosas;
angústias, dores, anseios e amores!
Tecerei com as horas destes dias uma longa passadeira.
E no final de cada um deles, caminharei por ela, firme.
Recolherei as minhas pegadas e construirei com elas
um colar forte, de contas nas cores de uma guerreira,
que colocarei na água do meu banho, quente,
e deixar-me-ei envolver pela inebriante
fragrância das sensações e dos odores.
Mergulharei completamente nestes dias de flores.
Quanto aos meus outros dias,
eles farão para sempre parte de mim.
Da melhor parte de mim….”

Linha

Obrigado Flor pelo lindo post.
Excelente semana a todos!

Linha

  • Leia também:
Fernando Pessoa - Poema do Dia: “Severo Narro”

6 Respostas to “Pra mim”

  1. *Flor Says:

    amei

  2. AcidStorm Says:

    Que texto fofo amigo!

    Grande Beijo

  3. Cissiane Says:

    Que texto lindo, amigo-amor!
    Uma tal flor anda perfumando bem a sua alma…
    Foi vc quem escreveu “sozinho, sozinho, sozinho”? rs
    Bju
    Saudades….

  4. Su Says:

    O poema é lindíssimo!

  5. Sweet Little Kiss Says:

    Texto M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!! Gostei muito do seu blog!
    Te indiquei pro “Olha que blog Maneiro”.
    Bjos!

  6. Mila °° Says:

    Nossa vivo entrando aquii pra ler seus belos textos!! Ameii esse!! Parabéns!!

Deixe sua resposta!!