Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo

-

Erros

Cheguei a momentos de querer sumir, ou melhor, apagar palavras que disse, atos que cometi.

Impossível!!! Eu sei!!!

Então percebi que sou humano, não sou perfeito e nunca serei.

Erros cometemos, muitos, infelizmente, mas com os erros aprendemos também.

E aprendi

Aprendi que não se repete os erros cometidos, pois se tornaria burrice.

Aprendi que a melhor maneira de se redimir de um erro é assumindo-o.

Aprendi como é amargo o gosto da culpa de ter errado.

Aprendi que ás vezes só o tempo é capaz de curar as feridas deixadas pelos nossos erros.

E aprendi a nunca desistir, errando acertando, mas sempre na tentativa de ser feliz, sempre buscando a felicidade.

Pois meus erros são reflexos das minhas tentativas sem sucesso de tentar ser feliz, te fazer feliz.

Erros estes que se tornam mínimos, pois me encontro na felicidade de estar ao teu lado e de ter teu carinho, que resume no sorriso que desenha no meu rosto toda vez que te encontro.

Humberto Luiz

Linha

nullUm grande abraço e até logo…null

Linha

Linha

  • Confira ainda:
Fernando Pessoa - Poema do Dia: “11″

1 Resposta to “Que desenha”

  1. Karina Says:

    Nossa…
    Essa imagem além de muito impactante traz uma frase q é um tapa de luvas.
    Muito inteligente seu post.
    O texto tbm.
    Nos faz pensar no quão cruel o ser humano pode ser.
    Amei a mensagem.
    Bjs.

Deixe sua resposta!!