Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo

-

A Fome e o Amor

Fome! E, na ânsia voraz que, ávida, aumenta,
Receando outras mandíbulas a esbangem,
Os dentes antropófagos que rangem,
Antes da refeição sanguinolenta!

Amor! E a satiríasis sedenta,
Rugindo, enquanto as almas se confrangem,
Todas as danações sexuais que abrangem
A apolínica besta famulenta!

Ambos assim, tragando a ambiência vasta,
No desembestamento que os arrasta,
Superexcitadíssimos, os dois

Representam, no ardor dos seus assomos
A alegoria do que outrora fomos
E a imagem bronca do que inda hoje sois!

Augusto dos Anjos

Linha

Ótimo fim de semana.
Forte Abraço.

Linha

  • Acalente sua alma:
Fernando Pessoa - Poema do Dia: “Em Mim”

1 Resposta to “Rugindo”

  1. Micha Says:

    lindo o novo lay..arrasou!!!
    adoro augusto dos anjos…

    …… @@ ……… um abraço
    ….@(`;`)@……..e um ótimo
    0==/–\\\\==0…..2008
    …../___\\\\………..
    ….._| |_………..beijossss

Deixe sua resposta!!