Neurose de mim mesmo Malvados Subscribe to my feed

Fernando Pessoa Estou ouvindo

Estou ouvindo

null

-
Na minha terra - Parte II

-

Não é mais bela, não, a argêntea praia
Que beija o mar do sul,
Onde eterno perfume a flor desmaia
E o céu é sempre azul;

Onde os serros fantásticos roxeiam
Nas tardes de verão
E os suspiros nos lábios incendeiam
E pulsa o coração!

Sonho da vida que doirou e azula
A fada dos amores,
Onde a mangueira ao vento trêmula
Sacode as brancas flores,

E é saudoso viver nessa dormência
Do lânguido sentir,
Nos enganos suaves da existência
Sentindo-se dormir;

(…)

Álvares de Azevedo

Breve III parte.

-
Linha
-
  • Leia ainda:

1 Resposta to “Sentindo-se dormir”

  1. Nina Says:

    Linda imagem, lindos versos nela! Seus?

    :)

Deixe sua resposta!!