rss Buscar

Sexta Poética 49

line


Algo se me assemelha
e me quer para si

me desembainha
quando menos espero

Distorção do espírito
para a morte

como o corpo num salto
irremediavelmente
lento
e
alto

{Luiza Neto Jorge}


Luiza Neto Jorge – {Lisboa, 1939 – Lisboa, 1989}
freqüentou a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, mas desistiu do curso e foi viver para Paris, onde permaneceu durante oito anos (1962-70). Ainda hoje é considerada a personalidade de maior destaque do grupo de poetas que se reuniu em torno de Poesia 61..

«As casas fluem de noite
sob a maré dos rios»

Consciência feminina da escrita e invenção de uma poesia crua em que o corpo da linguagem se confunde com o corpo do sujeito poético são alguns traços a destacar na sua escrita.

«Quebrou-se a cadeia do sangue
o filho que nos habitou
já se despediu»

Além de poetisa, desenvolveu intensa atividade no domínio da tradução na qual deixou uma obra inigualável, também escreveu para teatro e cinema.

«Há feridas cíclicas há violentos voos
dentro de câmaras de ar curvas
feridas que se pensam de noite
e rebentam pela manhã»

Revolucionária dos poemas como dizem alguns, sua expressão poética é arrebatadora, linguagem moldada com maestria fazendo nascer os mais lindos poemas, não só recomendo como acho essencial para quem gosta de poesia, conhecer a obra dessa grande mulher.

«no cais dos barcos pequenos de papel
somos irmãos de ninguém
ancorámos com amarras de dúvida»

Ótimo fim de semana pra você.

Fernando Pessoa – Poema do Dia: “15″ - Leia!!!
Florbela Espanca – Poema do Dia: “Só″ - Leia!!!

Seu ventre abarca
um acrobata
a ensaiar
o mortal

Contorcionista
que se enrola qual
caracol
{“Luiza Neto Jorge”}


14 comentários

line
  1. Jana

    Eu não ando muito poética, mas gostei da tia kkkkkkkkk

    beijos moço, bom fds!

    line
  2. Não sei explicar o motivo, mas tenho tendência a identificar-me mais com a poesia feminina, e Luiza Jorge ocupa lugar de destaque na lista das minhas favoritas.

    Bom fim de semana.
    Beijo moço.

    line
  3. Tina

    Oi Bill!

    Eu adoro essas suas indicações, obrigada mesmo.

    beijo grande e bom fim de semana!

    line
  4. DO

    Morreu moça ela,hem

    Abração,Bill!!

    line
  5. certamee sera um otimo final de semana agora….rs que descobri mas sobre a poetisa….

    line
  6. A morte e seus indecifraveis misterios…

    To passando pra te desejar um otimo fim de semana!!!
    bjos!

    line
  7. nossa! nunca tinha ouvido falar nela.
    mas é um exemplo de mulher, pelo que li.

    =*

    line
  8. Mary

    Bill… tu não imagina o tamanho da minha alegria quendo venho até aqui tomar minha lição de poesia semanal.
    Amo conhecer novas palavras… Estas palavras em especial, me fizeram refletir sobre sentimentos que eu sempre evito: pensar em como me sinto vazia com perdas.
    Bjinhos e bom findi.

    line
  9. piano

    :) algo se me assemelha a enorme qualidade por aqui…como sempre aliás…

    tardiamente venho deixar-te aquele abraço. especial.

    e dar uma vez mais os parabéns pelo teu bom gosto: excelentérrimo!!!!

    beijo. Menino de além mar.

    line
  10. Luiza Neto Jorge é, com certeza, uma das estrelas da literatura portuguesa contemporânea. Ela tem dessas coisas fortes que se percebem só de olhar em seus olhos na fotografia ou ao ler duas linhas suas. Lindo, Bill!

    Beijo e ótima semana pra você, seu moçooooo =*

    line
  11. d.

    “irremediavelmente
    lento”

    acho linda a combinação.
    as coisas são assim pra mim.

    beijos, Bill

    line
  12. Ferdi.

    Poesia definitivamente não é para mim, digo, até aprecio alguma coisa, mas no geral me dá sono.

    line
  13. Como sempre, muito bom…
    Há cada sexta poética, um autor maravilhoso ^^
    Parabéns moço.

    Um abraço

    line
  14. Lidiane

    “me desembainha
    quando menos espero…” A cada visita uma nova e linda surpresa! Perfeito como sempre.
    Bjusssssss e fica com Deus.

    line

Deixe uma resposta