rss Buscar

Sexta Poética 28

line

Quando vir vaguear o corpo da noite
dançante, por entre os cascos da bruma,
virei até à janela que se despenha
no jardim das palavras.

Pedirei à sombra que me conceda ainda o verso
o verso sujo, lâmina ou centelha
ateando a manhã, entre o café
e este lume do silêncio,
a arder pela flor da giesta.

Não mais cantar senão o ar
ou as mãos que poisam, tão quietas
detentoras de incerteza, apenas.
Ficar assim, no olhar destas vidraças
onde julgo ver a vida que sonho ser.

{Maria João Cantinho}


Maria João Cantinho
Nasceu em 1963, em Lisboa. Viveu em Angola até à adolescência e regressou a Portugal, após a independência de Angola. Licenciou-se e realizou a dissertação de mestrado em filosofia, na área de estética.

«Sou o que estende a rede, sou o pássaro,
sou a imagem, o espelho, o grito e o eco.»

É professora no ensino secundário. Colaborou na revista Livros, na revistas on-line Crítica – Central de Cultura e é membro do conselho editorial da Storm Magazine no jornal de poesia Hablar/Falar de Poesia, pela parte da Casa Fernando Pessoa.

«O orvalho acontece
por dentro, olhos recolhidos
na saudade, o frio,»

É crítica literária e de arte e colabora com várias revistas e publicações on-line, em Portugal (Periférica, Público, Mea Libra), Espanha (revista on-line Insignia) e Brasil (revista da Academia Brasileira de Letras, Jornal do Brasil).

«Dói-me o brilho do teu olhar,
a luz que nele se desenha
e cai sobre mim. »

De uma limpidez na prosa incrível, de palavras leves e solta, mistura e junta como deve ser a poesia e a vida como sendo um só, simples e fantástica.

Otimo fim de semana pra você.

Fernando Pessoa – Poema do Dia: “Gazetilha”- Leia!!!
Florbela Espanca – Poema do Dia: “No Hospital” - Leia!!!

um deus que caminha
invisível, por dentro dos jacarandás
desenhando a orla da noite
o arrepio do mar.

os barcos esperam-no
quietos, guardando a luz,
os olhos do deus, o seu deslizar
entre as águas tranquilas..
{“Maria João Cantinho”}


17 comentários

line
  1. que lindo poema.

    =)

    passa para mais um café e o desfecho da estoria do anjo e da flor.

    beijos

    au revoir

    line
  2. maria joão cantinho

    Obrigada por me ver aqui! Que melhor estímulo para a minha poesia que não esta gentileza?

    beijo

    line

Deixe uma resposta