rss Buscar

Sexta Poética 01

line


Acordar tarde

Tocas as flores murchas que alguém te ofereceu
quando o rio parou de correr e a noite
foi tão luminosa quanto a mota que falhou
a curva – e o serviço postal não funcionou
no dia seguinte

procuras ávido aquilo que o mar não devorou
e passas a língua na cola dos selos lambidos
por assassinos – e a tua mão segurando a faca
cujo gume possui a fatalidade do sangue contaminado
dos amantes ocasionais – nada a fazer

irás sozinho vida dentro
os braços estendidos como se entrasses na água
o corpo num arco de pedra tenso simulando
a casa
onde me abrigo do mortal brilho do meio-dia

{Al Berto}


Al Berto (Alberto Raposo Pidwell Tavares – 11/01/1948 – 13/06/1997) nasceu em Coimbra, tendo vivido em Sines até à adolescência. Freqüentou o curso de Pintura da Escola António Arroio e o curso de Formação Artística da Sociedade Nacional de Belas-Artes, em Lisboa. Em 1967 exila-se em Bruxelas, onde freqüenta a École Nationale Supérieure d’Architecture et des Arts Visuels. Em 1971 abandona definitivamente a pintura, assumindo-se cada vez mais como “autor de textos literários”, a par da sua atividade como animador cultural e da experiência como editor, iniciada após o regresso a Portugal, em 1975. Desde então, viveu entre Lisboa e Sines, onde procurou em vão as referências físicas da sua infância.

Otimo fim de semana pra você.

Fernando Pessoa – Poema do Dia: “Pesa O Decreto Atroz”- Leia!!!
Florbela Espanca – Poema do Dia: “Paisagem” - Leia!!!

quero rodar o mundo na palma da minha mão/ quero um expectador que se encante com meus giros e aplauda meu querer/ quero voar tropeçando em sentimentos me alimentando de desejos/ quero descalça de medos cair em seus braços e gritar sem lamentar não ter feito
{Márcia(Clarinha)}


33 comentários

line
  1. gostei do al berto. mas a clarinha arrebenta sempre, né? bj, menino doce menino.

    line
  2. Parabéns queridíssimo Bill pelos tão valiosos Prêmios Spoiler 2007 de “Melhor Blog”, “Melhor Pauta Original”, “Melhor Produção Técnica” e “Melhor Edição de Links & Programação”, espetaculares e merecidíssimos!!!
    Boa noite de paz e dia de felicidade
    beijosssssssssssssssss

    line
  3. Preguiça

    Lindo!Como sempre escolhe muito bem os poemas que posta aqui.Anotando o nome do autor,mais um para minha lista hohoho,assim fico menos tapada.

    line

Deixe uma resposta